Sexta-feira, 1 de março de 2024
O melhor da notícia ao alcance de suas mãos
informe o texto

Notícias || Polícia

Secretário de segurança diz que aumento de mortes por confronto é culpa exclusiva de criminosos

Secretário de segurança diz que aumento de mortes por confronto é culpa exclusiva de criminosos

Foto: Reprodução

Após dados mostrarem um aumento de 121% no número de mortes em confrontos com a polícia, o secretário estadual de Segurança Pública, coronel César Roveri, minimizou a situação e afirmou que a culpa é exclusiva de criminosos que resolveram enfrentar as forças de segurança e que essa é a reposta que o estado pode dar. 

Relatório emitido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) mostra que somente neste ano, entre janeiro e outubro, 192 pessoas morreram por intervenção de agente do estado, ou seja, em confrontos com policiais em Mato Grosso. Em  2022, no mesmo período, foram 87 mortes. 

Dentre quase 200 mortos, 26 foram em Cuiabá, 14 em Várzea Grande e 14 em Sorriso. Conforme o secretário, esses dados não mostram um aumento da violência.

“Morte em confronto não é aumento de violência, morte em confronto são pessoas que decidem enfrentar as forças policiais e isso demonstra realmente que as forças estão trabalhando muito. Se você pegar o índice de homicídio e feminicídio em relação a 2022 em Mato Grosso, caiu”, afirmou o secretário em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (27), na sede da Sesp.

Além disso, o secretário ainda garantiu que o estado tem investido na segurança e o aumento das mortes é a resposta de Mato Grosso contra a criminalidade.

“A polícia está fazendo seu trabalho e se realmente tem um aumento é pura e exclusivamente culpa de quem resolveu enfrentar as forças policiais, que estão treinadas, capacitadas com novos equipamentos, viaturas, armamento, rádio de comunicação digital, Vigia Mais MT. Enfim, o estado se equipou e está cumprindo o seu papel de bem defender o cidadão, agora a pessoa que pretende enfrentar a segurança com arma de fogo ela obviamente vai ter resposta que o estado tem condição de dar”, defendeu.







 
Leiagora
 
 
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet