Domingo, 25 de julho de 2021
O melhor da notícia ao alcance de suas mãos
informe o texto

Notícias || Cidades

Por não usar máscara, homem PNE é retirado com violência de ônibus -Veja

Por não usar máscara, homem PNE é retirado com violência de ônibus -Veja

Foto: Ilustrativa

Por não usar máscara, um homem identificado apenas como Jadilson, que é portador de doença mental, foi retirado com violência de um ônibus intermunicipal da empresa Verde Transportes. O caso ocorreu em Sinop (a 500 km de Cuiabá). Uma lei sancionada pelo Governo Federal isenta pessoas com autismo e deficiências do uso da peça, que é  uma das medidas de prevenção contra o coronavírus.

Uma pessoa no terminal fez o registro e publicou nas redes sociais. No vídeo, um homem retira Jadilson do ônibus e, em seguida, é arrastado por ele e um segurança. A vítima chega a ir atrás do ônibus e pega no para-brisa.

Informações postadas por um morador local apontam que Jadilson, que é uma figura popular em Sinop, estava indo com sua mãe até Cuiabá para ela realizar cirurgia. O rapaz entrou no veículo e não queria colocar a máscara, por isso foi retirado do ônibus. A mãe seguiu para Cuiabá, pediu para um tio ir buscá-lo no terminal e só foi saber o que ocorreu com o filho quando chegou à Capital.

O Procon Estadual já alertou a população que pessoas com transtorno do espectro autista ou com qualquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado da máscara de proteção facial estão dispensadas do uso. O benefício está previsto na Lei Nacional (Nº 14.019/20) que tornou obrigatório o uso de máscaras de proteção facial em espaços públicos e privados acessíveis ao público. Crianças com menos de três anos também estão dispensadas do uso.

A regra vale inclusive para transportes públicos, em veículos de transporte remunerado privado individual de passageiros por aplicativo ou táxis, ônibus, aeronaves ou embarcações de uso coletivo fretados. 
A reportagem do RDNews tentou entrar em contato pela empresa Verde Transportes nos números encontrados na internet (66 35311075 e 35312142), além do SAC 0800 0657500. Contudo, não tivemos retorno em ambos. O espaço segue aberto para manifestação da empresa.








Por:RDNews

Vídeo Relacionado

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet